sexta-feira, 5 de novembro de 2021

 

CONSTRUÇÃO DO “HOMEM DE BEM”

 

Amai os vossos inimigos; bendizei os que vos maldizem; fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem. ” (Mt 5:44) – “...O homem honesto, ao ser abatido pelos malvados, há de ser como a árvore de sândalo que perfuma a lâmina do machado que a corta.”  (Khrisna)

A leitura dos Grandes Iniciados (Khrisna, Hermes, Lao Tsé, Buda, Pitágoras, Platão...) mostra a coerência entre seus ensinamentos e os de JESUS, o CRISTO.

Há anos, compulsando uma obra kardecista, deparei com o texto “O Homem de Bem”, cujo perfil, alinhado à mensagem dos iluminados, é claro, objetivo e sintético: “O verdadeiro homem de bem é aquele que pratica a lei de justiça, de amor e de caridade em sua maior pureza...”

No contexto da marcha cósmica da Alma, em que a travessia humana constitui uma passagem fugaz e veloz, impõe-nos estar sempre relembrando e alertando sobre as consequências do uso do Livre-Arbítrio, que tanto nos pode impulsionar à ascensão, como nos travar em estagnação, ou acarretar involução.

          Na verdade, a vida humana é uma oportunidade. Como aproveitá-la, optando pela evolução? Como se processa a construção do “Homem de Bem”?

         As respostas, que, há milênios, têm sido, iterativamente, reveladas, não constituem segredos nem estão ocultas. Reconhecê-las, absorvê-las, internalizá-las são opções exclusivamente individuais. Praticá-las, o que parece até impossível para a maioria, depende, além de inteira abertura à Luz Infinita, de uma vontade firme e incoercível.

          Comentemos, com lastro no perfil acima, as práticas condizentes à construção do “Homem de Bem”:

           Praticar a Justiça! Consiste em usar o poder que herdou ou adquiriu – econômico, institucional, político... – em prol bem comum. Nada lhe pertence; você é tão somente o depositário dos “teres materiais e/ou imateriais”. Ao final da travessia (morte), a Alma só conduz ao plano espiritual os instrumentos que lhe ensejam a ascensão. Se você se encontra vazio destes, restar-lhe-á o espectro de estagnação ou involução.

         Praticar o Amor! Reconhecer a ensinança real e impostergável: somos todos irmãos, filhos de Deus. Exercitar, nas situações ou circunstâncias diversas, a fraternidade. Caminhando para a frente e para o alto, não esquecer de olhar para os lados e estender as mãos aos que capengam, desviam ou caem.

        Praticar a Caridade! Benevolência para com todos – familiar ou não, amigo ou inimigo, conhecido ou desconhecido – sem distinção. Indulgência para com as imperfeições do próximo. Perdão incondicional às ofensas.          

        Em face da defasagem moral/espiritual da maior parte da humanidade (baixo nível consciencial), apenas uma minoria consegue amealhar insumos necessários à construção do “Homem de Bem”. Esta progride gradualmente; uns mais rápidos, outros, lentamente.

        Certamente, em séculos ou milênios – na onda cósmica das quedas e reerguimentos – as Almas seguirão a Estrela Guia na busca de aproveitamento das oportunidades na travessia terrena. Então, haverá a inversão: a maioria alcançará o patamar do “Homem de Bem”.  A humanidade será um planeta de Harmonia, Solidariedade e Paz.

          Que o esforço individual para construir o Homem de Bem seja o nosso fanal!

 Klinger Sobreira de Almeida – Militar Veterano

Membro Efetivo-Fundador da ALJGR/PMMG


HOMEM DE BEM

-
Soneto decassílabo-sáfico-heroico-
Mesóstico em Diagonal nº 7535
Noneto-cantante-clássico nº 290
Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil.
-
Se a humanidade planta a má semente,
o livre-arbítrio mostra a causa e efeito;
o ser (H)umano deve ter em mente
valor do am(O)r, justiça sem defeito.
-
A caridade pede (M)ais, mormente
defende o fraco, ped(E) paz, respeito,
promete ao pobre, ter poder, não (M)ente:
agir em prol (D)o bem comum, somente.
-
Iluminados Mestr(E)s dão melhor
exemplo a quem tam(B)ém a Luz procura,
                          na caridade cumprem L(E)i Maior.                                         
-
Perdão ao outro dá lição nor(M)al:
entre esmeraldas raras, alma é pura.
Homens de Bem espantam todo mal.
-
Belo Horizonte, MG, 29/Outubro/2021.
https://academiadeletrasdobrasildeminasgerais.blogspot.com/2021/10/7535
-homem-de-bem-soneto-mesostico-em.html

Nenhum comentário:

A SAGA LANDELL MOURA

  Luiz Carlos Abritta   Cesar Vanucci   “A morte é a curva da estrada.” (Fernando Pessoa)   O poeta Fernando Pessoa, volta e m...