quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

 

Leitores do “Blog do Vanucci” 
comentam os artigos publicados.

 

 Perenidade da mensagem 

 Avelina Maria Noronha de Almeida

Como sempre me deliciei com a leitura de seus textos, entre eles, que emocionante o "Santo Impulso", a belíssima apresentação poética. O Canto Poético e a Magia da Palavra me trouxeram bons momentos de deleite mental e emocional, que me revigoraram para enfrentar as preocupações do dia a dia nestes dias tão difíceis.
Que as luzes do Natal continuem iluminando você e sua família neste fim de ano e no vindouro 2021 portando bênçãos de Saúde, Felicidade e sucesso! Avelina

 

 ● Perenidade da mensagem

 Orlando de Almeida 

Ao mestre e amigo Cesar, A Pandemia interrompeu a tradicional comemoração de Natal presencial em BH da minha família, oportunidade em que aproveito para rever os amigos, como você. (...) Acabo de ler no seu blog a reunião da academia cujo tema foi o Natal nas vozes de poetas e trovadores, apreciei muitíssimo. Deixo aqui meu abraço afetuoso e meus votos de um Feliz Natal em Cristo para você e família e que todos tenhamos um Ano Novo repleto de saúde e paz.

 

● De xubregância a capadura

 Avelina Noronha 

Muito agradecida, senhor Presidente da Amulmig, pelos maravilhosos momentos que passei lendo o seu blog. Como sempre, aprendi muito, tive tantos momentos de deleite intelectual!  O "Elixir do  Pagé" foi uma das obras, junto com a "Captiva Isaura",  escritas por  Bernardo Guimarães quando morava aqui, quando era Queluz. Uma Boa Tarde!Avelina

 

De xubregância a capadura

 Alice Spíndola 

Cesar Vanucci, prezado amigo, que execução mais bizarra!  Tudo foi diferente na sua crônica. Como pôr lamparina no chifre da vaca? Um texto para não ser esquecido pela extravagância. Abraço cordial e fraterno, Alice

 

● De xubregância a capadura; Fábrica de moleque malcriado; Um tal Dionisio

 Arahilda Gomes Alves 

De xubregância, à fábrica de moleque, o riso solto não se estanca :kkkkkkk

Baita canastra de surpresas. Abraços, Arahilda

 

● Religiões como sinais de Deus 

 Orlando de Almeida

Boa tarde amigo e mestre, A publicação de textos do Padre Juvenal Arduini, de saudosa memória,me levou de volta aos bancos da Catedral de Uberaba nas missas das 17 horas, aos domingos, para ouvir suas homilias. Foi um grande pregador que tinha uma sabedoria e um poder de comunicação raríssimos nos tempos de hoje. Com uma eloquência e um gestual que arrebatava a todos do inicio ao fim do seu sermão. Grande abraço.

Orlando de Almeida

 Boa tarde grande amigo e mestre. Me dá uma satisfação enorme ler o seu blog, cujos temas são analisados com objetividade, conhecimento e fino senso de humor. Espero que possamos nos encontrar para jogar conversa fora tão logo passe esta pandemia.

 Abraço aos familiares e te cuida.

 

● Não sobrou ninguém

 Orlando de Almeida 

Boa tarde mestre e amigo Cesar,  Deliciei-me com seus dois artigos sobre a era do rádio, as rádio-novelas e o rádio teatro. Como uberabense que sou, vivenciei esta época da PRE-5, e conheci vários dos personagens mencionados nos seus dois textos, incluindo o amigo e mestre, com quem tive o orgulho de trabalhar no antigo Correio Católico, hoje Jornal da Manhã. As histórias que você contou fizeram com que voltasse ao passado de ouvinte da boa e saudosa Radio Nacional, e seus grandes e inesquecíveis atores. Grande abraço Orlando de Almeida

 

Hora da novela é sagrada

Orlando de Almeida 

Bom dia amigo e mestre Cesar Vanucci  Escusado dizer que os chá russos não devem substituir jamais os nossos de hortelã, boldo e outros receitados desde os tempos de nossas bisavós e tomados até hoje. Mais um brilhante texto. Grande abraço Orlando e Almeida

 

A palavra dos Bispos

Paulo Miranda 
Prezado Cesar, o triste é o outro lado da moeda, desse sestércio: a maioria dos nossos Bispos não assinou o documento, após cuja divulgação, verifiquei em páginas diocesanas do Estado de MG sem lograr encontrar uma única menção a esse mais que urgente e necessário clamor

 

Os supremacistas e os protestos antirracistas

● Os “camisas pardas” tupiniquins

 Alice Spíndola

Vanucci, caro amigo, está na hora de você começar o seu romance. Que seja uma ficção. Até você se surpreenderá com seu talento. O prazer de fazer algo surpreendente o deixará feliz. Tenta!

Abraço cordialíssimo.


● São Francisco de Assis – vida e obra  

 Armênio Cardoso

Estimado Vanucci: Excelente! Sou "franciscano". Muito obrigado.
Fraterno abraço. -

 

● São Francisco de Assis – vida e obra  

 Arahilda Gomes Alves 

Ave, Cesar: Ler a vida de Francisco de Assis é transportar-se a Assis, sua morada, adentrar a Igreja com seu nome,ver no altar,a redoma de vidro, onde se acha a língua do pregador dos

pobres e animais. Ao tentar fotografar, fui admoestada a não fazê-lo por um franciscano.

Emocionante o relato do santo aqui inserido. Dignificante sua página embebendo-nos do sabor do seu saber. Abraços acadêmicos, Arahilda

 

● São Francisco de Assis – vida e obra

 Klinger Sobreira de Almeida

Caro confrade Cesar Vanucci, boa tarde! Seu Blog, sempre de conteúdo renovado, continua nosso guia. A palestra do confrade e amigo Jair Barbosa da Costa, que você divulgou, é magistral. Merece, realmente, uma audiência de qualidade. Abraços

 

● São Francisco de Assis – vida e obra  

 Jair Barbosa da Costa

Mui-prezado Presidente Vanucci, boa-noite.Agradeço, lisonjeado, a distinção que você conferiu a meu texto sobre o Patrono Acadêmico da AMULMIG. Continuo ao dispor de nossa Casa Franciscana, sob sua batuta. Fraternamente

 

Hora da novela é sagrada

Mário Barros
Caro Vanucci: Onde falta a sensibilidade sobra a burrice e a insensatez. A infeliz recomendação de pretender impedir a entrada de parentes e amigos em um condomínio, é de uma excrescência desmesurada. Conheço o imóvel e o mentor da malfadada orientação postada nos elevadores e quadros de aviso. Tirei foto para guardar como recordação de como não se deve proceder na vida social em comunidade. Abraço.

 

● A cor do gato

Edelvais Campos

dr. Cesar, cada vez admiro mais os seus textos, Edelvais


 
● A cor do gato

 Sérgio Prates

Parabéns! Desta vez o senhor se superou. Na minha opinião é o melhor blog de tantos bons e excelentes que já escreveu! Sinceros parabéns.

 

Nenhum comentário:

A SAGA LANDELL MOURA

  Que tempos!   Cesar Vanucci   “Lamentável quanto à forma e ao conteúdo”. (Nota oficial do TSE sobre declaração do Presidente Bol...